Literando

6 de abril de 2015

(via)

Abril está aí e vamos te indicar cinco livros para leitura e deleite nesse mês tão bonito e cada vez mais perto de julho férias que é tão lindo quanto. É importante que a gente sempre tenha um livro na cabeceira da cama. Mesmo que só seja possível ler 3 páginas por dia por motivo de: sem tempo, é importante pois só o livro tem o poder de aguçar nossa imaginação. E para aqueles que são adeptos ao lema "Melhor o filme", acredito que não existe nada mais gostoso do que ver o filme que você já leu o livro. A sensação de ver ali aquele personagem que você imaginou por tantas páginas... E ele ser totalmente diferente. Isso é mágico! 


Bem, aí vamos nós.


Ao Som do Mar e à Luz do Céu Profundo - Nelson Motta


Ao Som do Mar e à Luz do Céu Profundo - Nelson Motta revive em seu terceiro romance pop a transição dos Anos Dourados para os turbulentos anos 60. Depois dos policiais "O Canto da Sereia" (2002) e "Bandidos e Mocinhas" (2004), o jornalista, escritor e produtor musical remexe desta vez seu rico baú de memórias afetivas para tecer uma teia de tramas amorosas que mistura suspense, erotismo e humor. Numa época em que o Rio de Janeiro vivia seus últimos dias de glamour, a chegada de uma garota americana louca por futebol, carnaval e lança-perfume muda a vida do Bairro Peixoto, uma pequena cidade encravada em Copacabana.


Como ser mulher - Nesta obra de humor e militância, a jornalista Caitlin Moran rememora suas experiências mais marcantes como mulher, da adolescência à maturidade, e busca abrir um novo caminho para o feminismo ao tratar de temas caros à mulher moderna. A partir de um péssimo aniversário de treze anos, ela fala sobre adolescência, trabalho, machismo, relacionamentos, amor, sexo, peso, maternidade, aborto, moda, compras e modelos de comportamento, sempre com um olhar crítico e muito humor. Nesta mistura de livro de memórias e manifesto feminista, as mulheres podem reconhecer coisas que fizeram, pensaram e disseram.


Tequila Vermelha - Jackson 'Tres' Navarre retorna para sua cidade natal dez anos após o assassinato de seu pai. Porém, o caminho para as respostas em San Antonio, Texas, é bem mais difícil do que se pensava. Encontros com a máfia, jogos políticos, corrupção e dramas familiares tentarão desviar Tres da verdade ou matá-lo, o que acontecer primeiro. Tres pronunciasse “trace”.


Isso ninguém me tira - Um repentino amor surge na vida de Gabi. Mas ela fica sabendo que o rapaz é também a grande paixão de sua prima e amiga Dora. Para piorar, os pais a proíbem de ver o amado. Mas nem só de problemas vive a adolescência. Enquanto luta por seu amor, Gabi aprende a defender também seus sonhos e suas idéias. E acaba descobrindo a necessidade do trabalho e o prazer da independência.


Eu Me Chamo Antônio - Antônio é o personagem de um romance que está sendo escrito e vivido. Frequentador assíduo de bares, ele despeja comentários sobre a vida — suas alegrias e tristezas — em desenhos e frases escritas em guardanapos, com grandes doses de irreverência e pitadas de poesia. Antônio é perito nas artes do amor, está sempre atento aos detalhes dos encontros e desencontros do coração. Quando está apaixonado, se sente nas nuvens e nada parece ter maior importância, e, quando as coisas não saem como esperado, é capaz de enxergar nas decepções um aprendizado para seguir adiante. Do balcão do bar, onde Antônio se apoia para escrever e desenhar, ele vê tudo acontecer, observa os passantes, aceita conversas despretensiosas por aí e atrai olhares de curiosos. Caso falte alguém especial a seu lado (situação bastante comum), Antônio sempre se acomoda na companhia dos muitos chopes pela madruga.

Ah, lembrando que todos os livros que forem indicados aqui já foram lidos ou serão lidos. :)

Ah, olha o BLOGLOVIN: <a href="http://www.bloglovin.com/blog/13947801/?claim=h7rjqbhp3e8">Follow my blog with Bloglovin</a>

(Via)

2 comentários:

  1. Eu quero muito ler Eu me chamo Antônio (eu acompanho a página no face do Pedro e vi que estavam lançando) e esse a Ana Maria Machado parece ser ótimo, meu nome é Gabriela, também me chamam Gabi, meio que rolou uma identificação :P uahush e eu também costumo lutar por minhas ideias.

    Ótimas dicas de livros ^^

    ResponderExcluir
  2. Tenho certeza que você vai adorar!

    ResponderExcluir

 
Ontem Escrevi © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo :: design e código gabi