O AUTISMO DE MIM

15 de agosto de 2016


Minha história inicia quando eu começo a ouvir os outros. 
Os sons que me perturbam são músicas sorridentes para os que me rodeiam.
Os estalos das coisas machucam minha mente enquanto o outrem consegue viver.
As perguntas rotineiras que ouço confundem minha boca e cortam minha língua.
Os abraços constantes seguidos do que chamam de amor me ferem de altruísmo.
As palavras que serviriam pra me consolar entram no meu mundo com ruídos diferentes.
Os desejos que grito são perturbadores para os ouvidos distintos dos meus.
O meu mundo tem sentido próprio.
A vida deles tem um sentido premeditado.
O meu universo tem cores invetadas por mim.
O mundo deles tem ausência de cores.
O fim da história deles termina quando escutam minha voz dizendo o que eles querem.
O fim da minha história acaba quando ouço minha voz.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Ontem Escrevi © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo :: design e código gabi